O passeio das vedetas

Num ano em que nem a RTP, nem a TVI, entram na disputa anual das galas e galardões, os Globos de Ouro da SIC dão o tom da hegemonia do estrelato nacional. O canal de Carnaxide convidou um conjunto de celebridades em fim de carreira para abrilhantar a cerimónia de consagração dos eleitos deste ano. Que podem, em muitos casos, ser os mesmos do ano passado. Ou do anterior.

Catarina Furtado apresenta, pela quinta vez consecutiva, a Gala dos Globos de Ouro 99 que a SIC transmite em directo no próximo domingo à noite. Este ano, não haverá, em princípio, Troféus Nova Gente, pelo que Herman José será presença obrigatória no espectáculo de onde esteve ausente no ano passado quando ainda era "propriedade" da televisão pública. O humorista está, de resto, nomeado para duas categorias de televisão na edição deste ano - Melhor Apresentador de Entretenimento e, com a "Última Noite" que fez para a RTP no final do ano, para Melhor Programa de Entretenimento. O ano passado, Herman esteve nomeado para as mesmíssimas categorias que venceu apesar de não estar lá. Este ano, repete-se a quase ausência de surpresas nas categorias de televisão. O júri composto por 68 personalidades ligadas às diversas áreas em causa apontou vinte nomeações para as diferentes subcategorias relacionadas com o pequeno ecrã. Dessas, catorze são oriundas da SIC, cinco da RTP, uma da TVI. Muitas repetem-se. José Alberto Carvalho (SIC) candidata-se pela terceira vez ao Globo de Melhor Apresentador de Informação que já ganhou nos dois anos anteriores. Com ele emparceiram Judite de Sousa (RTP), Nuno Santos (SIC) e Conceição Lino (SIC). Catarina Furtado (SIC) corre o risco de ter de trocar o papel de apresentadora pelo de vencedora se for a eleita na categoria de Melhor Apresentador de Entretenimento, a que concorre com Bárbara Guimarães (SIC), Henrique Mendes (SIC) e Herman José. A única nomeação da TVI para as cinco categorias é para Melhor Programa de Ficção e Comédia, onde "Todo o Tempo do Mundo" está na mesma corrida de "Residencial Tejo" (SIC), "Médico de Família" (SIC) e "Conversa da Treta" (SIC).A categoria de Melhor Programa de Entretenimento é aquela onde a SIC não está em vantagem numérica nos nomeados. Para defender a honra da estação de Carnaxide está designado apenas o "Chuva de Estrelas", a par de "Atlântico" (RTP), "Herman - Última Noite" (RTP) e "Portugalmente" (RTP). Já para Melhor Programa de Informação a ordem é inversa: alinhados estão "A Hora da Liberdade" (SIC), "Esta Semana" (SIC), "Jornal da Noite" (SIC) e "Crónica do Século" (RTP).Para entregar os galardões nas diferentes categorias - que, para além da televisão, abarcam áreas da vida nacional tão diversas como a moda, o teatro, o cinema, a rádio, a música e o desporto -, a SIC trouxe a Portugal um conjunto de celebridades estrangeiras que têm em comum o facto de há muito terem recebido todos os galardões a que tinham direito. Para a edição deste ano foram convidados a actriz Joan Plowright, a ex-mulher de Mick Jagger, a modelo Jerry Hall, o cantor Bryan Ferry e a actriz Vanessa Redgrave. Para dar um tom de actualidade, a SIC convidou a actriz brasileira Ângela Vieira, que faz um papel na telenovela do momento "Terra Nostra" (SIC) para entregar os globos de televisão. O seu compatriota Rivaldo entregará a estatueta referente ao desporto que pode muito bem ir parar às mãos do colega de equipa Luís Figo, um dos nomeados para Personalidade do Ano na área do desporto, a par de José Couto, Carlos Resende e António Pinto.Os Globos para Personalidade do Ano e Melhor Estação de Rádio serão entregues pelo veterano Artur Agostinho a um dos quatro profissionais nomeados (António Sérgio, Fernando Alves, Sena Santos e Rafael Correia) e ao representante de uma das operadores distinguidas - Antena 2, Rádio Comercial, Rádio Nostalgia e TSF. A animação artística da cerimónia está a cargo do ex-vocalista dos Roxy Music, Brian Ferry, que também (ou ainda) canta, dos Steps, Compay Segundo e Eagle-Eye Cherry.