André Azevedo C. Gomes fundou a Babilónia por querer ouvir discos a que não tinha acesso. Changri-Lá foi o primeiro. Edita exclusivamente em vinil. O desejo final é que “toda a gente tenha a música disponível”.

  • André Azevedo C. Gomes fundou a Babilónia por querer ouvir discos a que não tinha acesso. Changri-Lá foi o primeiro. Edita exclusivamente em vinil. O desejo final é que “toda a gente tenha a música disponível”.

  • Estudo europeu mostra que só uma pequena porção dos consumidores passaria a utilizar plataformas de maior valor para os artistas. Outros apontam a pirataria como alternativa.

  • Prefiro um mau speaker no estádio a ter de regular o som no speaker do computador portátil.

  • Dário Guerreiro é de morrer a rir — mas, mesmo que não tivesse graça nenhuma, é interessantíssimo o que ele tem para dizer.

  • A japonesa Marie Kondo transformou a sua ideia de arrumação num negócio lucrativo, dos livros chegou às redes sociais, programas de TV e apps. E até já está a formar consultoras KonMari.

  • Casal americano tinha um canal no YouTube onde partilhava as partidas que realizava aos dois filhos. Mas uma vaga de denúncias de abusos obrigou a um pedido de desculpa e à eliminação de todo o conteúdo.