Habemus papam, agora também no Twitter

O Papa Bento XVI já tem conta no Twitter, mas só no próximo dia 12 é que se pronunciará. Será nessa data que Joseph Ratzinger vai responder a uma das perguntas enviadas que incluam as hashtags #B16 ou #askpontifex.

O primeiro tweet assinado pelo Papa foi em Junho de 2011, mas só agora é que passou a ter uma conta própria. Tony Gentile/REUTERS

O anúncio foi feito numa conferência de imprensa, em que o responsável pela comunicação social do Vaticano, o arcebispo Claudio Maria Celli, disse que esta iniciativa “vem do desejo do Papa de utilizar todas as oportunidades de comunicação que a tecnologia oferece e que são características do mundo actual”.

O arcebispo referiu-se a um discurso recente do Papa aos fiéis na Praça de São Pedro, no Vaticano, em que “demonstrou o seu desejo de falar de Deus a todas as pessoas através de todas os meios possíveis”, lembrando a “importância da comunicação para a transmissão da fé”.

Apesar de esta ser a primeira vez que Joseph Ratzinger cria uma conta na rede social de microblogging, é sabido que o Papa já tinha escrito um tweet, em Junho de 2011. Aconteceu quando o News Vatican, portal online de notícias do Vaticano, entrou no Twitter. Na altura, o Papa escreveu: “Caros amigos, acabei de lançar o News.va. Que o Senhor Jesus Cristo seja abençoado! Com as minhas orações e a minha bênção, Bento XVI.”

Apesar de a conta do Papa já estar criada, o primeiro tweet acontecerá apenas no dia 12. Até lá, qualquer frequentador do Twitter pode enviar uma pergunta a Bento XVI, desde que inclua nela as hashtags #B16 ou #askpontifex.

À semelhança do que já é feito no Twitter do News Vatican, as comunicações serão feitas em várias línguas, havendo uma conta para cada idioma. O português não estará de fora, e também haverá mensagens do Papa em inglês, alemão, castelhano, italiano, francês, polaco e árabe. A conta em português deverá seguir a mesma linha da conta do News Vatican, que opta por escrever os tweets em português do Brasil.

Já foi dito que o tweet de Bento XVI no dia 12 será uma excepção e não uma regra. A partir daí, todas as mensagens serão da responsabilidade da equipa de comunicação do Vaticano, embora sejam pessoalmente aprovadas pelo Papa.

O anúncio do novo habitante do Twitter (que se fosse um país, somando 500 milhões de utilizadores, só perderia em população para a China e para a Índia), já levou a várias reacções naquela rede social. A expressão “The Pope” é, sem surpresa, uma das mais comuns desta segunda-feira no Twitter.

Uma das reacções foi do comediante britânico Ricky Gervais. O criador da série original The Office escreveu: “Um tweet público do Papa é como se fosse ele a gritar da varanda no Vaticano, mas com uma DM [Direct Message, que é feita em privado] pode fazer uma confissão."

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.