Drone aquático português ganha concurso do Engadget

Chamado Ziphius, ganhou tanto o prémio do júri, como o prémio do público, num total de 19.300 euros.

Um pequeno drone aquático que pode ser controlado a partir de tablets e smartphones foi o vencedor do Insert Coin, um concurso em São Francisco organizado pelo conhecido site de tecnologia Engadget. O aparelho foi criado pela empresa portuguesa Azorean.

Chamado Ziphius, o drone ganhou o prémio do júri e o prémio do público, num total de 25 mil dólares (19.300 euros).

O Ziphius pode ser controlado com aparelhos com Android e com iOS. Está equipado com uma câmara frontal, cujo ângulo é ajustável à distância e que permite ao utilizador ver o que se está a passar na água. Incorpora ainda um foco LED, que permite usar a câmara em condições de pouca luminosidade.

A aplicação que controla o drone pode criar um ambiente de realidade aumentada, fazendo com que os elementos captados pela câmara do Ziphius possam ser transformados em algo diferente quando exibidos na imagem que o utilizador vê no ecrã. Numa entrevista ao Engadget, a directora de operações da Azorean, Cristina Gouveia, exemplificou que a câmara do drone poderia detectar uma bola na água, mas a aplicação poderia transformá-la numa chama para ser exibida no ecrã do tablet ou smartphone.

A transmissão entre o drone e os aparelhos móveis é feita por tecnologia wi-fi e, de acordo com a empresa, tem um alcance a rondar os 90 metros em espaços abertos.

O projecto está ainda em fase de protótipo e a equipa pretende apostar agora numa estratégia de crowdfunding (em que qualquer pessoa pode financiar a ideia) para continuar o desenvolvimento.

O Ziphius é o primeiro projecto da Azorean, uma empresa que tem sede em Ponta Delgada e que é uma spin-off da tecnológica YDreams. O concurso Insert Coin destina-se a premiar ideias que envolvam aparelhos (e que não sejam só software ou serviços online, por exemplo) e que não tenham sido produzidas por grandes fabricantes.  

 
 
 
 
 

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.