Para competir na "nuvem"

Apple começa a disponibilizar serviço de armazenamento de ficheiros

A Apple começou a disponibilizar o serviço de alojamento de ficheiros iCloud, que dá aos utilizadores a hipótese de guardar e sincronizar informação nos servidores geridos pela empresa.

O iCloud permite armazenar ficheiros – como fotografias, documentos e vídeos – nos servidores da Apple e torná-los acessíveis num computador com ligação à Internet, bem como em iPhones, iPods e iPads.

A música comprada no iTunes também vai passar a estar acessível (até aqui, os utilizadores eram responsáveis por guardar a música comprada, que não podia ser descarregada segunda vez). Também é possível sincronizar a informação da lista de contactos, agenda e alguns dados do browser Safari.

O novo serviço, anunciado em Junho, começa a funcionar no mesmo dia em que a empresa lança o iOS 5, a mais recente versão do sistema operativo para iPhone, iPad e iPod Touch e que é necessário para usar o iCloud nestes aparelhos. O iCloud está também disponível em computadores Mac com o mais recente sistema operativo instalado.

Os utilizadores têm até 5GB de armazenamento gratuito, podendo pagar para aumentar este limite. Alguns ficheiros (como a música comprada na loja da Apple) não são contabilizados.

O iCloud vai substituir as anteriores ofertas de serviços online da Apple e é nova aposta da empresa para o que se chama o paradigma da "computação na nuvem": os ficheiros e a informação passam a estar armazenados em servidores de empresas e não nos aparelhos do próprio utilizador.

A Amazon percorreu o caminho inverso: apresentou o seu primeiro tablet – o Kindle Fire – depois de já ter lançado vários serviços de armazenamento de ficheiros online, incluindo um vocacionado para música.

Também o Google, que já oferece serviços de alojamento de vários tipos de ficheiros e informação, apresentou em Maio um serviço de alojamento de música, ainda em fase beta e disponível apenas nos EUA.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues