Ténis à venda nos Estados Unidos

Corrida nos EUA aos novos ténis Nike Air Jordan marcada por violência

Milhares de pessoas acorreram ontem, nos Estados Unidos, às lojas para comprar os ténis Nike Air Jordan. Um pouco por todo o país, foram registados episódios de violência, apesar dos esforços por parte das autoridades para controlar a agitação das multidões em espera. Em alguns casos, a acção policial resultou em detenções e no uso de spray de gás pimenta.

Desde a noite da última quinta-feira, que milhares de pessoas, em várias partes dos Estados Unidos, começaram a juntar-se à entrada de lojas e centros comerciais. Aguardavam pela oportunidade de comprar, por 180 dólares (cerca de 138 euros), uns Nike Air Jordan, uma réplica do célebre modelo de ténis celebrizado pela estrela de basquetebol Michael Jordan, lançada pela marca numa edição limitada.

Durante a madrugada e manhã de sexta-feira, as autoridades de várias cidades foram chamadas a intervir para controlar brigas e restabelecer a ordem nas filas de espera.

Em Seattle, no estado de Washington, uma multidão com mais de mil pessoas partiu as portas de um centro comercial aquando a sua abertura, às 4h, segundo reporta o "Washington Post". Algumas pessoas ficaram feridas com cortes e outros danos ligeiros, enquanto um homem de 20 anos foi esfaqueado durante uma briga entre clientes.

No mesmo local, um rapaz de 18 anos foi detido após ter agredido um polícia com um soco. Outras vinte pessoas foram imobilizadas pelas autoridades com spray pimenta, após se terem envolvido em confrontos. “Começaram a surgir várias brigas, por isso tivemos de recorrer ao spray pimenta para deter a violência. Resultou, mas isso acabou por agitar a multidão”, afirma Mike Murphy, porta-voz da polícia local, citado pelo "New York Times".

Às 6h, as quatro lojas do centro comercial que tinham este modelo de ténis já tinham encerrado, vendidos os cerca de 1500 pares disponíveis.

Um homem fez um disparo para o ar, em Richmond, na Califórnia, já após a abertura do centro comercial. A polícia deteve um indivíduo de 24 anos, considerado suspeito.

Nos arredores de Atlanta, foram detidas quatro pessoas, após terem arrombado as portas de uma loja, ainda antes de esta ter aberto. Na mesma cidade, uma mulher foi detida, após ter deixado os filhos de um e cinco anos trancados no carro, enquanto estava na fila para comprar um par de ténis. As autoridades partiram uma janela para assim retirar as crianças da viatura que estava estacionada no parque de um centro comercial.

Incidentes idênticos foram registados também em Nova Iorque, Ohio, Georgia, entre outros locais, com detenções, confrontos entre clientes em espera e arrombamento de portas.

A Nike já emitiu um comunicado em reacção aos episódios de violência verificados: “A integridade e segurança do consumidor são extremamente importantes. Aconselhamos qualquer pessoa que queria obter o nosso produto a fazê-lo de uma forma segura e com respeito”.

O modelo Nike Air Jordan, considerado por muitos um ícone, foi usado pela primeira vez por Michael Jordan, durante o campeonato de 1995-1996, no auge da sua carreira. No final do dia de ontem, os mesmos ténis estavam já disponíveis para venda no eBay, a preços que atingiriam os 600 dólares (cerca de 460 euros).

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.