António Rendas é o único candidato a reitor da Universidade Nova de Lisboa

É a primeira vez que o actual presidente do Conselho de Reitores não enfrenta opositores.

A confirmação de Rendas no cargo está prevista para o próximo dia 22 Nuno Ferreira Santos

António Rendas é o único candidato ao cargo de reitor da Universidade Nova de Lisboa e vai apresentar um projecto de consolidação ao Conselho Geral no dia 22, de onde deverá sair a confirmação no cargo.

Candidato pela terceira vez — interrompeu um dos mandatos quando foi publicado o Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, tal como outros reitores —, Rendas pretende consolidar o projecto desenvolvido nos últimos anos.

Reforçar a competitividade da universidade a nível internacional e as ligações aos municípios e empresas na Área Metropolitana estão entre as apostas, disse nesta quarta-feira o próprio à agência Lusa.

“Será um mandato de consolidação de tudo isto, com maior ligação à sociedade e às empresas”, afirmou António Rendas, sublinhando que a malha da Área Metropolitana de Lisboa permite excelentes alianças académicas.

A este respeito, exemplificou que a Faculdade de Economia, no Campus de Campolide, em Lisboa, tem projectos de expansão para o concelho de Cascais, nos próximos anos. É a primeira vez que não enfrenta opositores.

Também à Universidade de Lisboa se apresentou um único candidato a reitor: António Cruz Serra.

Questionado sobre a eventual relação entre a dificuldade de gerir uma universidade com a actual austeridade e as candidaturas únicas, Rendas considerou que a crise leva as pessoas a terem “alguma contenção”. Por outro lado, defendeu que há lideranças que não são só pessoais, mas partilhadas entre as diversas unidades orgânicas.

António Rendas espera captar mais alunos estrangeiros, nomeadamente ao nível do 1.º ciclo, para licenciaturas e mestrados integrados. Neste sentido, manifestou também o desejo de ver aprovada pelo Governo a proposta de criação de um estatuto do estudante estrangeiro.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.