Proposta de pequeno-almoço na escola foi chumbada pela maioria

Maioria chumba proposta de pequeno-almoço nas escolas do BE. Isabel Moreira, do PS, votou a favor, enquanto o partido se absteve.

Ana Drago queria que as famílias fossem envolvidas na detecção das dificuldades Pedro Cunha

A maioria parlamentar chumbou a proposta do Bloco de Esquerda (BE) para que as crianças de famílias em dificuldades pudessem beneficiar de pequeno-almoço escolar, com Isabel Moreira,do PS,a votar a favor, contra a orientação do PS.

 

A votação da proposta do BE avocada para plenário foi alvo de acesa discussão om as bancadas da maioria e o secretário de Estado do Ensino Básico e acabou por ser novamente chumbada,com os votos contra do PSD e CDS-PP, e a abstenção do PS.

A deputada Isabel Moreira,do PS,votou contra a orientação do seu partido, que se absteve, e apoiou a proposta do BE,que também teve o apoio do PCP e dos Verdes.

O PS impõe disciplina de voto nas votações relativas à proposta de Orçamento do Estado para 2013.

Ana Drago, do BE, defendeu no plenário a proposta do seu partido sobre a possibilidade de incluir as famílias no processo de detecção das crianças em dificuldades que poderiam ter acesso ao pequeno-almoço nas escolas.

"Os senhores não querem a participação das famílias. Permitam às famílias que inscrevam os seus filhos de acordo com o que é o entendimento das suas próprias dificuldades. Criem recursos que envolvam as famílias. Se não o fizerem, o programa vai continuar a falhar", defendeu.

O secretário de Estado do Ensino Básico, João Grancho, garantiu que "qualquer criança que seja sinalizada com carência alimentar tem resposta da escola" e que, "seja como for, as escolas estão atentas, o Ministério da Educação está atento e nenhuma criança, desde que seja sinalizada, deixará de ter resposta".
 
 
 

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.