Pedro Passos Coelho

Todos os tópicos

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, justificou o apoio de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo de António Costa com a necessidade de “não deixar dúvidas de que não há nenhum condicionamento partidário”.

  • O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, justificou o apoio de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo de António Costa com a necessidade de “não deixar dúvidas de que não há nenhum condicionamento partidário”.

  • Os investigadores brasileiros pediram informações ao Ministério Público sobre a actuação de André Gustavo em Portugal, onde teve como único cliente o PSD.

  • É certo que nem toda a gente é Vasco Lourenço, mas o seu espírito paira sobre as cabeças do PS, do Bloco, do PCP e de metade do PSD.

  • Sendo António Costa um mestre do improviso sem especial talento para o planeamento e um político que reage bem melhor do que age, ele é um homem com qualidades para o tempo errado.

  • Nas polémicas que envolvem as designações para cargos públicos, nem sempre é a questão do cartão partidário que está em causa.

  • É o próprio líder do partido a quem caberá essa função, argumentam os sociais-democratas.