Paulo Portas

Todos os tópicos

Discursos de Passos e Portas focaram-se no fantasma do “passado”. “Bancarrota”, “radicalismo”, despesismo, “buraco”, “caras das políticas do passado”, “rating”. Todos os chavões foram usados para atacar o PS.

  • Discursos de Passos e Portas focaram-se no fantasma do “passado”. “Bancarrota”, “radicalismo”, despesismo, “buraco”, “caras das políticas do passado”, “rating”. Todos os chavões foram usados para atacar o PS.

  • O programa da coligação Portugal à Frente foi apresentado esta quarta-feira por Passos Coelho e Paulo Portas. A aposta é no crescimento económico e no desenvolvimento social.

  • Com o anúncio dos cabeças de lista da coligação, encaixam-se as estratégias de combate eleitoral dos dois principais adversários às eleições de 4 de Outubro.

  • Sete mulheres, sete membros do Governo, três independentes. Estes os ingredientes para encabeçar as listas da coligação em que apenas sete repetem o primeiro lugar.

  • Actual deputado dos centristas em São Bento, não consta na lista aprovada pela direcção regional do partido.

  • Executivo lançou esta quinta-feira um documento síntese das reformas, políticas e medidas que adoptou nesta legislatura. E escolheu a imagem de uma onda perfeita para o ilustrar. Programa eleitoral da coligação deverá ter como base boa parte deste documento.

  • Deslocação surge num contexto de quebra das exportações para Angola e inclui encontro com o número dois do Governo.

  • Líder do CDS suaviza discurso em relação a Costa, e defende que o Governo tem que ser sobretudo “social”. A sua saída da liderança do CDS, se perder as eleições, "não foi aberta".