Euro 2012

Paulo Bento assume que a base está escolhida

"Muitos dos convocados marcarão presença no Euro 2012" Foto: Reuters/Arquivo.

Paulo Bento assumiu já ter "uma base bastante grande" para escolher os 23 jogadores que Portugal vai apresentar no Campeonato da Europa de 2012.

"Temos ainda dois meses e meio de competição pela frente, continuará a haver observações, como tem havido até aqui, continuará a ser um grupo aberto. Agora, naturalmente, é também um grupo que requer estabilidade. Por isso, estão aqui 23 jogadores, não significa que sejam os 23 jogadores que vão estar na lista para o Europeu, mas haverá aqui uma base bastante grande, se não houver condicionalismos que nos levem a mudar", afirmou o técnico, em conferência de imprensa.

Na divulgação dos 23 convocados para o jogo particular com a Polónia, na próxima quarta-feira, em Varsóvia, Paulo Bento defendeu a manutenção da estabilidade no grupo.

"Ao longo deste trajecto temos mantido alguma estabilidade, pretendemos essa estabilidade e também não me parece que faça muito sentido, a poucos meses de iniciar uma grande competição, que façamos grandes alterações. Mas não significa que sejam estes os 23", frisou o seleccionador luso.

O avançado do Benfica, Nélson Oliveira, vice-campeão do mundo de sub-20, foi chamado pela primeira vez à selecção principal, por ser um "jogador com potencial, grande qualidade e, apesar de não ter muitos minutos da Liga, nos últimos tempos conseguiu jogar noutra competição, que foi a Taça da Liga".

"E porque é um jogador com características diferentes de todos os outros pontas-de-lanças que têm estado na selecção nacional, casos do Hélder Postiga e do Hugo Almeida, com maior frequência, mas também do Nuno Gomes. O Nélson tem, realmente, umas características diferentes e, tendo em conta que estamos perante um jogo particular e último jogo antes da convocatória final, aproveitamos a possibilidade de o conhecermos melhor", explicou o técnico.

Questionado sobre se Nelson Oliveira terá um lugar garantido na fase final, Paulo Bento escusou-se a responder e reiterou que "muitos dos jogadores convocados marcarão presença no Euro 2012, caso não haja condicionalismos de última hora".

Além da estreia do avançado "encarnado", Bento promoveu os regressos dos defesas Nélson (Betis) e Ricardo Costa (Valência), que não jogaram qualquer minuto na campanha do Euro 2012, do médio Manuel Fernandes (Besiktas) e do avançado Varela (FC Porto).

Ao invés, registam-se as ausências dos lesionados Sílvio (Atlético Madrid) e Danny (Zenit) e as saídas de Sereno (Wolfsburgo), Nuno Gomes (Sporting Braga), Eliseu (Málaga) e Vieirinha (Wolfsburgo).

"O Varela e o Manuel Fernandes voltaram a jogar. Tiveram alguns períodos em que não jogavam com regularidade. O Manuel Fernandes, de Dezembro para cá, está a atravessar um excelente momento e é um jogador de cuja qualidade técnica nunca duvidámos. Já esteve connosco, depois teve um interregno e volta a uma convocatória. O Varela também não é uma novidade, porque já esteve em várias convocatórias", referiu Paulo Bento, distinguindo o caso de Nélson, que foi chamado para os particulares com Chile e Finlândia e só agora regressou após lesão, pela sua polivalência.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues