Basquetebol

FC Porto apresentou Moncho López

Pinto da Costa entre Fernando Gomes e Moncho López Fernando Veludo/nFactos

O espanhol Moncho López foi hoje apresentado como novo treinador da equipa sénior do FC Porto, acumulando as funções de seleccionador nacional, cargo que assumiu em Janeiro do ano passado. “Não é uma situação esquisita. Está a acontecer noutros países e noutras modalidades”, comentou o treinador espanhol que assinou contrato por dois anos com o clube do Dragão.

Moncho não quis prometer títulos relâmpago ou aquisições astronómicas para uma equipa que tem andado afastada dos êxitos. Entusiasmado por “integrar um projecto de sucesso” e por poder “trabalhar num clube de grande envergadura”, Ramon López Suárez, 43 anos, preferiu apontar o primeiro objectivo: “Contruir uma equipa”.

O presidente Pinto da Costa recebeu-o e Fernando Gomes, administrador da FC Porto, Basquetebol SAD, fez as honras da nova casa (o pavilhão Dragão Caixa), desejando boa sorte ao treinador que conquistou a medalha de prata no Europeu de 2003 ao comando técnico da selecção espanhola. Fernando Gomes agradeceu ainda o “bom entendimento” com a Federação Portuguesa de Basquetebol, que concordou com a acumulação de cargos, e destacou a “honestidade” e o “esforço” de Júlio Matos, deixando a porta aberta para um eventual regresso. Pinto da Costa encerrou a conferência e reconheceu “o sinal de mudança” e “a procura de um novo rumo” perceptíveis na contratação de Moncho López. “Há quatro anos que não ganhamos e isso é muito tempo”, acrescentou o presidente, antes de se dirigir ao treinador, explicando-lhe que é política da sua administração “procurar ter sempre os melhores em qualquer lugar”. “É a melhor opção para o FC Porto”, concluiu.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.