Altos, loiros, experientes e Zlatan Ibrahimovic

Zlatan Ibrahimovic

Erik Hamrén, seleccionador sueco, utilizou durante a fase de qualificação para o Mundial 2014 mais três jogadores do que Paulo Bento (31 contra 28), mas na equipa-tipo da Suécia há alguns traços comuns. Excluindo o médio do Fulham Alex Kacaniklic, todos os jogadores já ultrapassaram a barreira dos 25 anos (a média é de 29) e quase todos têm mais do que 1,80m. Com a equipa desenhada quase sempre em 4x2x3x1, a Suécia é Zlatan Ibrahimovic e mais dez, mas Portugal não terá de se preocupar apenas com o avançado do PSG. Parar os nórdicos nas bolas paradas será um quebra-cabeças difícil de resolver para Paulo Bento.

Guarda-redes
Nas dez partidas do Grupo C da fase de apuramento europeia, Erik Hamrén utilizou três guarda-redes, mas, se não surgir nenhum imprevisto de última hora, Andreas Isaksson será o derradeiro obstáculo para Cristiano Ronaldo e companhia. Com 32 anos e quase dois metros (1,99m), Isaksson tem no currículo passagens pela Juventus, Manchester City e PSV, mas joga actualmente no Kasimpasa, actual segundo classificado do campeonato turco. Num duelo de guarda-redes, Portugal sairia a ganhar, mas Isaksson garante segurança aos suecos.


Defesa
A defesa é um dos pontos menos fortes dos nórdicos. Entre os oito apurados para o play-off, apenas a Islândia sofreu mais golos e, nas duas partidas com a Alemanha, a estrutura defensiva da Suécia foi batida por nove vezes. Mikael Lustig (direita), Per Nilsson e Mikael Antonsson (centro) e Martin Olsson (esquerda) deverão ser as apostas de Erik Hamrén e, se o quarteto impressiona do ponto vista atlético (média de alturas de 1,87m), a nível técnico está longe da elite europeia. Excluindo Lustig, que alinha no Celtic, Nilsson, Antonsson e Olsson representam clubes que habitualmente ocupam os últimos lugares nos seus campeonatos (Nuremberga, Bolonha e Norwich, respectivamente). Andreas Granqvist, jogador do Krasnodar, é outra opção para o centro da defesa.


Meio-campo
O meio-campo sueco é um misto de juventude e experiência. Considerado por Lars Lagerback, antigo seleccionador, o "maior talento que a Suécia produziu desde Ibrahimovic", Rasmus Elm nem sempre é titular no CSKA Moscovo, mas teve um papel importante na fase de apuramento, na qual marcou dois golos. Ao seu lado, no centro, estará o veterano Anders Svensson, um jogador de 37 anos que fez quase toda a carreira no Elfsborg. Com lugar cativo no lado direito, "Seb" Larsson tem encontro marcado com Fábio Coentrão. O jogador do Sunderland foi o único sueco que alinhou nas dez partidas da qualificação. Na esquerda, o escolhido deverá ser Alex Kacaniklic, o benjamim da equipa. Com 22 anos, o esquerdino alinha no Fulham e já teve uma passagem com pouco sucesso pelo Liverpool. Embora tenha ficado no banco de suplentes em três dos quatro últimos jogos da Suécia, Kim Kallstrom é outro nome a ter em conta. Com 31 anos, o médio do Spartak Moscovo é uma boa alternativa a Svensson e Elm.

Ataque
Falar do ataque sueco é falar de Zlatan Ibrahimovic. Indiscutivelmente um dos maiores talentos do futebol mundial, o jogador, de 32 anos, tem no Brasil a última oportunidade de se evidenciar num Mundial - a Suécia falhou o apuramento em 2010. Ibrahimovic, que anunciou que pretende terminar a carreira após concluir o contrato com o PSG, em 2016, esteve presente no Mundial 2002, mas jogou apenas 16 minutos. Se a defesa portuguesa conseguir anular Ibrahimovic, as hipóteses de Portugal obter o passaporte para o Brasil aumentam exponencialmente. A outra vaga no ataque sueco deverá ser de Johan Elmander. Com três golos, metade dos que Ibrahimovic marcou, o avançado do Norwich foi o segundo melhor marcador da Suécia no Grupo C. Muito experiente, Elmander destaca-se pelo bom jogo aéreo. Ola Toivonen, jogador do PSV, será a primeira aposta de Erik Hamrén, se a Suécia precisar de apostar num futebol directo.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues