Um veterinário a tentar fazer o máximo com o mínimo

É veterinário, mas por estes dias junta à tarefa de tratar de animais, a de os recolher. A maioria são ovelhas. As que estão vivas, “estão muito queimadas” e precisam de medicamentos. Para as pessoas traz água. “Ainda há muitas aldeias sem água”, conta Carlos Daniel Cruz, médico veterinário que esta segunda-feira anda a percorrer as aldeias atingidas pelos incêndios na região centro para tratar de animais feridos e fazer o levantamento dos que morreram e precisam de ser levantados.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.