"As consequências são tremendamente imprevisíveis"

No rescaldo das eleições britânicas, o director do PÚBLICO analisa os possíveis cenários criados pelos resultados que deixaram os conservadores, liderados pela ainda Primeira-ministra Theresa May, sem maioria absoluta e com a necessidade de negociar um acordo com o partido dos unionistas irlandeses.

Artigos relacionados

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.