"A Bíblia é um manual de maus costumes e um catálogo do pior da natureza humana"

O escritor falava durante a apresentação mundial do livro "Caim", que se realizou no Museu Municipal de Penafiel, perante uma assistência de cerca de 800 pessoas, integrada na programação do festival literário Escritaria 2009, que homenageia o autor de "Memorial do Convento".

Artigos relacionados

  • A Bíblia “é um livro sagrado” mas a literatura de Saramago não; a Bíblia “tem coisas admiráveis do ponto de vista literário” e “muita coisa que vale a pena ler” – nomeadamente o livro dos Salmos, com páginas “belíssimas”, o Cântico dos Cânticos, ou a parábola do semeador contada por Jesus; e muitos valores que José Saramago tem interiorizados são “valores cristãos”.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.