Na sua primeira encenação após o fim do Teatro da Cornucópia, Luis Miguel Cintra abre as portas ao processo de construção do espectáculo Um D. João Português, a partir de Molière. Sábado e domingo, no Montijo, vislumbra-se um teatro como máquina de pensamento.

  • Na sua primeira encenação após o fim do Teatro da Cornucópia, Luis Miguel Cintra abre as portas ao processo de construção do espectáculo Um D. João Português, a partir de Molière. Sábado e domingo, no Montijo, vislumbra-se um teatro como máquina de pensamento.

  • "O problema que pode ser colocado é este: lá, onde apenas estava a Força Aérea, vai passar a haver parcialmente - ou integralmente no futuro - uma presença da aviação civil, num aeroporto complementar de Lisboa".

  • Surpreendentemente, começaram agora a ser levantadas dúvidas (algumas, estapafúrdias) a um aeroporto no Montijo. Haja juízo!

  • Nuno Canta, autarca socialista do Montijo, defende que o aeroporto complementar na BA6 fica mais integrado no Arco Ribeirinho Sul e permite potenciar o turismo porque os visitantes chegam a Portugal a ver Lisboa a partir do Tejo.

  • O primeiro-ministro quer uma maioria de dois terços para a aprovação de grandes projectos de obras públicas. Para já, a primeira da lista é mesmo o novo aeroporto.

  • Balcão na localidade de Setúbal é um dos 180 a encerrar pelo banco. População manifesta-se este sábado