Alvo de obras de remodelação, o sino do famoso relógio de Londres vai tocar apenas em ocasiões especiais, como na passagem de ano.

  • Alvo de obras de remodelação, o sino do famoso relógio de Londres vai tocar apenas em ocasiões especiais, como na passagem de ano.

  • Caster Semenya confirmou o favoritismo nos 800m, numa competição que terminou sem qualquer “dobradinha”.

  • Nos 100m barreiras, Sally Pearson conseguiu um triunfo sensacional, enquanto na altura feminina vingou Mariya Lasitskene.

  • O jamaicano lesionou-se no último percurso dos 4x100m e sai dos Mundiais de Londres com uma medalha de bronze. Quem o vai substituir no reino da velocidade? Ninguém sabe.

  • Britânico, que já havia vencido os 10.000m, foi batido pelo etíope Muktar Edris na final dos 5.000m.

  • Um diário vitoriano pode ser a chave para resolver um dos mistérios mais famosos do século XIX. A acreditar nesta teoria que se tenta provar há 25 anos, o serial killer terá sido um rico negociante de algodões que acabou por morrer envenenado. Novo livro sai já em Setembro.

  • Quando voltou a passar pelo local do incidente vítima tentou abordá-lo, mas agressor ignorou-a e continuou a sua corrida.