Autarcas foram também escolhidos para a comissão eleitoral

Viseu: Gouveia, Mangualde e Tarouca candidatos à Junta Metropolitana

Fernando Ruas afirmou que escolha de nomes foi consensual PÚBLICO

Os presidentes das câmaras municipais de Gouveia, Mangualde e Tarouca foram hoje escolhidos para a comissão eleitoral da Grande Área Metropolitana (GAM) de Viseu, assim como também para a futura lista candidata à eleição da Junta Metropolitana.

No fim de uma reunião realizada ao início da noite de hoje em Viseu, o presidente da capital de distrito, Fernando Ruas, que liderou o processo de constituição da GAM, afirmou que a escolha dos nomes foi consensual.

De acordo com Ruas (PSD), Álvaro Amaro (Gouveia - PSD), Soares Marques (Mangualde - PSD/PP) e Mário Ferreira (Tarouca - PS) "são os nomes que vão tratar do processo eleitoral". O autarca visiense há também a posição consensual de que "estes elementos são quem os presidentes de câmara querem na futura lista para a Junta Metropolitana".

Álvaro Amaro, que está no primeiro mandato à frente da Câmara de Gouveia – distrito da Guarda – e foi secretário de Estado no tempo de Cavaco Silva, admitiu que deverá ser o futuro presidente da GAM.

"É para mim uma honra poder vir a ser o primeiro presidente da GAM de Viseu e tenho, como todos os 21 presidentes de câmara, um empenho imenso para que nós, no interior a caminho do litoral, possamos demonstrar a força que podemos ter no sentido de reclamarmos a tão falada discriminação positiva", disse.

O autarca social-democrata afirmou que no cargo de presidente terá "responsabilidade acrescida", no entanto acrescentou ter aprendido "há muitos anos que ninguém sozinho faz rigorosamente nada".

"Todos trabalharemos durante o ano 2005, logo após a instalação dos órgãos, para que a população de toda a área metropolitana possa sentir gradualmente que foi positivo integrar a GAM", acrescentou.

Questionado sobre algumas controvérsias que se geraram em torno da sua escolha para a presidência da GAM, Álvaro Amaro reafirmou que os três nomes foram consensuais, e que, "quanto ao resto são as riquezas e virtualidades da democracia".

O presidente da Câmara de Tarouca – o último concelho a aderir à GAM e que permitiu alcançar o número de habitantes necessário para a sua constituição – rejeitou que a sua integração no grupo tenha sido um "prémio", considerando que aquilo a que assistiu na reunião de hoje foi "um consenso de todos os presidentes de Câmara".

"Penso que há que ser racional e inteligente, pensar na capacidade dos homens. Os outros presidentes de câmara estarão no futuro para nos poder julgar", apontou.

De acordo com Fernando Ruas, depois da reunião de hoje o próximo passo é preparar o acto eleitoral, "de modo a que tudo esteja consolidado até finais de Dezembro".

Além de 17 dos 24 concelhos do distrito de Viseu, a estrutura englobará os municípios vizinhos de Aguiar da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia e Seia, que totalizam 354.887 habitantes.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues