A Grécia foi a porta de entrada da maioria dos refugiados, diz a Organização Internacional das Migrações.

  • A Grécia foi a porta de entrada da maioria dos refugiados, diz a Organização Internacional das Migrações.

  • Taxa de 10,9% em Julho é a mais baixa na zona euro desde Fevereiro de 2012.

  • Não é fácil encontrar uma posição comum face aos refugiados. A Alemanha e a Comissão Europeia apelam aos valores fundadores da UE, mas outros países permanecem surdos a esse apelo.

  • Alemanha, Reino Unido e França querem reunião nas próximas duas semanas e propõem postos de triagem na Grécia e em Itália.

  • O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados avisa que a utilização indiscriminada dos termos "refugiado" e "migrante” pode ter “consequências graves".

  • Menores que procuram asilo correm mais riscos de serem explorados por traficantes para trabalho forçado, venda de droga ou prostituição, isto depois de sobreviverem a guerras e a viagens perigosas.

  • O Crescente Vermelho avança que foram recuperados 82 corpos e continuam desaparecidas "cerca de 100 pessoas".

  • Ministros da agricultura de Portugal, Espanha, França e Itália reúnem hoje para concertar estratégias em Bruxelas e pressionar apoios à produção. Plano nacional com 12 medidas inclui campanha nacional de sensibilização

  • As massas de gente em fuga das guerras não vai parar. A União Europeia tem obrigação e tem interesse em encontrar respostas