• O Presidente da República aterra esta terça-feira num país à beira de ver fechado o financiamento internacional e a braços com um conflito militar mal disfarçado. As expectativas em torno desta visita avolumam-se, de Roma a Maputo. Mesmo que Belém sacuda a ideia de mediação.

  • Laura Boldrini preside ao Parlamento italiano, eleita por um partido de esquerda radical. Acredita que só há uma resposta para os problemas europeus: maior integração política. Tem um olhar muito critico sobre a forma como a Europa está a lidar com os refugiados.

  • O projecto de lei aprovado pelo Parlamento pode impedir que muitos migrantes tenham o direito de pedir asilo no país. A Áustria pretende ainda construir uma barreira na fronteira com a Itália.

  • Nova teoria defende que Leonardo da Vinci terá baseado o mais famoso retrato da história de arte nos rostos de um homem e de uma mulher: Salai, seu discípulo e amante, e Lisa Gherardini, que os arqueólogos procuram há anos.

  • Um negócio de flores na Holanda serviu como fachada para uma rede de tráfico internacional de droga e para a mafia se expandir por todos os continentes.

  • Sabrina de Sousa foi condenada à revelia, em Itália, a cinco anos de prisão por envolvimento no rapto do egípcio e radical islâmico Abu Omar, ocorrido em 2003.

  • Em caso de dúvida alinho pelo que pensa e faz Chico Buarque. Até agora fartou-se de arriscar a consciência e nunca se enganou.

  • Italianos foram chamados a pronunciar-se em referendo sobre as concessões de perfuração de petróleo e gás, incluindo em zonas de interesse turístico. Processo está envolto em confusão.