• Empresas como a Google ou o Facebook vão encontrando formas de se livrarem da "pornografia não consentida" ou "pornografia de vingança", diz relator especial da ONU.

  • Num futuro próximo, espera-se que 90% dos postos de trabalho exijam algum tipo de competências digitais.

  • Google pôs em tribunal decisão da autoridade francesa que quer os resultados removidos também nas pesquisas fora da Europa.

  • Em causa está o chamado "direito ao esquecimento". Mais de 4300 portugueses pediram à Google para desaparecer dos resultados de pesquisas no motor de busca e a maioria dos pedidos foi chumbada. Há quatro acções em tribunal.

  • A batalha contra o direito ao esquecimento é mais do que a defesa das liberdades individuais: é um travão ao esboço do controlo totalitário dos gigantes do big data.