Presidente francês chama novamente ecologistas para o executivo, mas mantém as figuras centrais do poder que dividem a esquerda. Novo ministro dos Negócios Estrangeiros é Jean-Marc Ayrault.

  • Presidente francês chama novamente ecologistas para o executivo, mas mantém as figuras centrais do poder que dividem a esquerda. Novo ministro dos Negócios Estrangeiros é Jean-Marc Ayrault.

  • A pouco mais de um ano das presidenciais, Hollande joga em vários tabuleiros estratégia para contrariar impopularidade. Saída do chefe da diplomacia é peça central de remodelação governamental prestes a ser revelada.

  • Cronologia dos acidentes de comboio mais graves registados na Europa nos últimos quatro anos:

  • Alguém sabe exactamente como se calcula o indicador que determina as nossas vidas? Se tiver a paciência necessária para ler este texto, gostaria de tentar provar a seguinte tese: o saldo estrutural é uma abstracção teórica, de impossível verificação.

  • Será que, deste modo, o Ocidente está a evidenciar sinais de fraqueza que só fragilizarão a sua desejável capacidade negocial?

  • Para 56% dos franceses, Marine Le Pen é “um perigo para a democracia em França”, um nível inédito desde a sua ascensão à liderança da FN. Em 2013, apenas 47% a diziam um “perigo”.

  • O grupo alemão de extrema-direita procura alargar a sua influência na Europa. Apelou a manifestações em 14 países europeus.

  • FMI e Comissão não acreditam que a economia acelere no curto prazo impulsionada pela recuperação do rendimento. Pelo contrário, apontam para uma travagem no consumo.