Costa garantia ontem que era “a primeira vez em muitos anos” que tal acontecia, mas afinal não é assim. Passos lembrou-o. Mas também foi por causa da sua governação que Portugal não saiu do “lixo” daquela agência mais cedo.

  • Costa garantia ontem que era “a primeira vez em muitos anos” que tal acontecia, mas afinal não é assim. Passos lembrou-o. Mas também foi por causa da sua governação que Portugal não saiu do “lixo” daquela agência mais cedo.

  • Líder do PS acredita que no segundo trimestre vai haver "uma aceleração do crescimento" económico. E que o maior motivo de orgulho é "o resultado obtido em matéria de emprego".

  • Agência mantém o rating português no patamar de “lixo” financeiro, esperando uma redução da dívida pública e um crescimento económico sustentado. Governo acredita que melhorias da notação aconteçam “mais rápido” do que o esperado.

  • O chefe do Governo português foi questionado sobre uma eventual candidatura portuguesa à liderança do Eurogrupo e lembrou que "o ministro Centeno já disse que, se a questão se puser, está disponível".

  • Agência de notação financeira prevê que défice orçamental continue a descer, mas alerta para constrangimentos da “fraca qualidade dos activos do sector bancário”

  • País pode tornar-se o primeiro da zona do euro a emitir títulos denominados na moeda chinesa, segundo Mário Centeno

  • Para Cristina Casalinho, presidente do IGCP, a agência que gere a dívida pública, o mais importante é gerir o risco de refinanciamento. De resto, considera normal taxas a 4%, havendo um crescimento superior, e apoiado por um excedente primário.

  • Como é que a “geringonça” pode algum dia governar o país, se gasta o tempo todo a governar-se a si própria?