Antigos administradores da PT são suspeitos da prática de crimes de fraude fiscal, corrupção passiva e branqueamento. Bava foi esta sexta-feira interrogado durante cinco horas pelo procurador que investiga Sócrates.

O Público faz anos e o presente é para si! Saiba mais