Dados trimestrais da Anacom

Satélite continua a ganhar terreno ao cabo na televisão paga

Os dados trimestrais da Anacom revelam que o mercado de televisão paga continuou a crescer no terceiro trimestre, mas o satélite continua a roubar protagonismo ao cabo, o que se deve essencialmente ao serviço Meo da Portugal Telecom.

Segundo os dados divulgados hoje pela entidade reguladora, o mercado de TV paga cresceu 3,5 por cento, para 2,2 milhões de assinantes no terceiro trimestre. Mas o serviço de televisão por cabo registou uma queda de 0,3 por cento (para 1,49 milhões de clientes), enquanto o DTH (transmissão por satélite) cresceu 6,8 por cento (para 561 mil clientes).

O cabo continua a liderar destacadamente o mercado de “pay-TV” (67,3 por cento), mas o satélite já representa um quarto do total.

As restantes tecnologias (FWA e rede telefónica) têm 163 mil clientes, mais 37,5 por cento que no trimestre anterior.

Na disputa entre o cabo e o satélite, a TV Cabo, da Zon, tem sido a principal penalizada. Os dados da Anacom mostram que a quota de mercado da empresa caiu 3,2 pontos percentuais para 71,1 por cento.

A mesma tendência de queda, ainda que marginal, foi sentida pela Cabovisão, segundo maior operador de cabo, que viu a quota de mercado encolher 0,5 pontos percentuais, para 13,5 por cento.

O inverso aconteceu ao serviço de televisão da Portugal Telecom (PT), o Meo. A quota de mercado da PT aumentou 4,1 pontos percentuais para 9,5 por cento.

Nas contas trimestrais divulgadas este mês a Zon Multimédia revelou que a TV Cabo perdeu 8 mil clientes desde o início do ano. No caso da PT, a empresa adiantou que o Meo já tem 211 mil clientes, mais do dobro face aos contabilizados no segundo trimestre.

Os operadores alternativos (entre eles a AR Telecom e o Clix SmarTV da Sonaecom) têm 2,7 por cento do mercado (menos 0,2 pontos percentuais).

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues