Produção renovável abastece 70% do consumo nacional de electricidade no 1.º trimestre

Chuva e vento potenciaram produção.

Pedro Cunha

A produção de electricidade a partir de fontes renováveis permitiu abastecer cerca de 70% do consumo no primeiro trimestre deste ano, devido à existência de condições meteorológicas favoráveis à produção hidráulica e eólica, de acordo com a REN.

Entre Janeiro e Março, a produção hidráulica aumentou 312% face ao ano anterior e abasteceu 37% do consumo, enquanto a produção eólica aumentou 60% no mesmo período e abasteceu 27% do consumo, de acordo com os dados da gestora das redes energéticas.

Estas duas fontes de energia são as que têm mais peso na produção de origem renovável, que quase duplicou no primeiro trimestre, depois de, em 2012, ter representado apenas 37% do consumo.

O regime eólico ocorrido neste trimestre - 36% acima da média - foi o mais elevado de sempre, segundo os dados recolhidos pela REN.

No primeiro trimestre de 2013, o consumo de energia eléctrica caiu 2,3% face ao período homólogo, valor que baixa para os 0,4% com a correcção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis.

Estes números confirmam a tendência de abrandamento na queda dos consumos que se começou a verificar no final do ano passado. Em Março registou-se mesmo uma evolução positiva com um crescimento de 4,7% ou 1,6% com correcção de temperatura e dias úteis.

O ano de 2012 foi o segundo consecutivo de redução dos consumos, acumulando uma quebra de 6% face ao máximo ocorrido em 2010 e situando-se ao nível de 2006.

A produção das centrais térmicas a carvão e gás natural caiu 29% e 44% respectivamente no primeiro trimestre, em relação ao período homólogo.

Entre Janeiro e Março, o sistema português manteve-se exportador ao longo do trimestre, tendo vendido ao exterior o equivalente a 6% do consumo nacional.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues