PSI 20 caía 0,74%

Bolsa de Lisboa acompanhava queda europeia após corte de nota da Espanha

Foto: Rafael Marchante/ Reuters (arquivo)

A Bolsa de Lisboa tinha o PSI 20 a cair 0,74% às 8h45, para 5077,31 pontos, depois de ter iniciado a sessão já a desvalorizar 0,65%. Na Europa, Madrid era a bolsa que mais descia, após o corte da nota da sua dívida pela Standard & Poor´s.

As acções do Millennium (-1,89%), Sonaecom (proprietária do PÚBLICO, -1,63%) e Jerónimo Martins (-1,32%) eram as que mais desvalorizavam entre as 13 acções em queda àquela.

O Espírito Santo Financial Group e a Sonae Indústria ainda não tinham cotação do dia, enquanto a Mota-Engil e a Zon apresentavam as maiores subidas, de respectivamente 0,80% e 0,72%.

O PSI20 encerrou a sessão de ontem a recuar 1,49%, para 5115,06 pontos, com a Jerónimo Martins em destaque pela negativa devido a uma queda superior a 5% – decisiva para o fecho no vermelho, já pois é, de momento, o título com maior peso no PSI20.

As bolsas europeias estavam em queda nítida, depois do corte em dois níveis do rating de Espanha pela agência de notação Standard & Poor´s, de A para BB+, apenas dois níveis acima do que é conhecido por “lixo” na gíria destes mercados.

O Euronext 100 descia 0,79% às 8h45, depois de a Bolsa de Tóquio encerrou a sessão com o Nikkei quase inalterado, a subir apenas 0,03%.

Pela mesma hora, em Paris o CAC descia 0,58%, enquanto em Milão o FTMIB recuava 1,09% e em Madrid o IBEX caía 1,73%, depois de a Bolsa de Frankfurt ter aberto a sessão com o Dax a cair 1,15%.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.