Ajuda externa: Portugal já recebeu quase 60% do empréstimo da troika

O primeiro-ministro discursou sem a presença de Paulo Portas Daniel Rocha

Portugal já recebeu 46,6 mil milhões de euros do empréstimo do Fundo Monetário Internacional e da Comissão Europeia, quase de 60 por cento dos 78 mil milhões de euros totais acordados com a troika.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público, com os dois primeiros desembolsos que Portugal já recebeu em Abril, relativos à quarta tranche do empréstimo, equivalente a 7.010 milhões de euros, o Estado já recebeu quase 60 por cento do total do empréstimo.

Quando passou pouco mais de um ano desde que Portugal pediu assistência externa (programa tem duração programada até 2014), mas ainda não se atingiu o primeiro ‘aniversário’ da celebração do acordo com o FMI, CE e Banco Central Europeu, grande parte do valor que Portugal receberá já está nas mãos do Estado.

Este valor é ainda mais significativo considerando que dos 78 mil milhões de euros acordados, 12 mil milhões de euros são destinados exclusivamente à recapitalização da banca e podem nunca chegar aos bolsos de Portugal caso não venham a ser estritamente necessários para esse fim.

O valor ainda deverá aumentar no decorrer do próximo mês, uma vez que o IGCP dá conta de ter recebido apenas 7 mil milhões de euros da quarta tranche, que deverá atingir um total de 14,9 milhões de euros.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.