Agência de rating acusada de declarações falsas por autoridade bolsista dos EUA

A autoridade do mercado de capitais dos Estados Unidos acusou nesta terça-feira uma das principais agências de notação financeira de declarações falsas, na apresentação da sua candidatura para notar títulos bolsistas, noticia a AP.

A entidade (SEC, na sigla em Inglês) apresentou queixa contra a Egan-Jones Ratings Co. e o seu proprietário e presidente, Sean Egan, por “apresentação de dados falsos” no processo da sua candidatura em 2008.

A Egan-Jones, baseada em Haverford, no estado norte-americano da Pennsylvania, é uma pequena, mas muito conhecida, concorrente das três grandes agências que dominam a indústria de rating, a Moody’s, a Fitch e a Standard & Poor’s, que é detida pela McGraw Hill.

A SEC aprovou a candidatura da Egan-Jones a dar classificações a títulos de dívida pública e a outros, garantidos por activos, em Dezembro de 2008.

Sean Egan e a agência contestaram as alegações, através do seu advogado.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues