Afirmou hoje secretário de Estado Laurentino Dias

Portugal ocupa último lugar "ranking" da UE de prática desportiva

DR

O secretário de Estado da Juventude e Desporto considerou hoje ser necessário um maior esforço para estimular os hábitos de prática desportiva na população nacional, alegando que Portugal ocupa o último lugar da União Europeia nessa matéria.

"É muito feio, para nós portugueses, ocuparmos este último lugar nos hábitos de prática desportiva, entre os 25 países da União Europeia (UE), e envergonha o máximo responsável do Desporto em Portugal, mas tenho que o dizer", frisou Laurentino Dias.

O governante falava hoje, ao final do dia, no Governo Civil de Évora, após a assinatura de um protocolo de cooperação entre o Instituto do Desporto de Portugal (IDP) e a Junta da Extremadura espanhola.

Laurentino Dias considerou que o desporto português pode sair beneficiado com a cooperação transfronteiriça com Espanha ao nível da prática desportiva e formação de técnicos e dirigentes, que vai envolver os distritos portugueses de Évora, Beja, Portalegre e Castelo Branco.

"Este tipo de projectos têm a maior importância porque, além de ajudarem a desenvolver o desporto em Portugal, também ajudam a capacitar e a estimular mais pessoas para a prática desportiva", disse.

Portugal, realçou Laurentino Dias, "tem, de vez em quando, algumas alegrias e êxitos em competições internacionais", mas deve apostar no fomento dos hábitos desportivos entre a população, "sobretudo nas camadas mais jovens".

"Às vezes somos campeões da Europa nesta ou naquela modalidade, e é bom que isso aconteça e vamos sempre procurar capacitar os nossos desportistas, mas nenhum país pode, ao mesmo tempo, querer formar campeões sem fazer um enorme esforço para seduzir e estimular mais população para a prática desportiva", defendeu.

Segundo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, é para essa área que o actual Governo "dirige muito do esforço actual", o qual, enquanto durar este mandato, "vai continuar nos próximos anos".

"Estamos à procura de ganhar este 'campeonato', para sair deste último lugar entre os 25 países da união Europeia, e esta cooperação com os vizinhos espanhóis, que têm um estado de desenvolvimento superior ao nosso, pode ajudar-nos a puxar para a frente o desporto em Portugal", sustentou.

Manuel Martínez d'Avila, director geral dos Desportos da Extremadura, mostrou-se satisfeito com a cooperação em matéria desportiva entre Portugal e aquela comunidade autonómica espanhola.

"O desporto une as comunidades e as populações e este acordo, além de fomentar a prática desportiva entre os jovens dos dois países, vai ajudar a formar futuros campeões", disse.

O protocolo assinado hoje, no âmbito do programa comunitário transfronteiriço INTERREG III, engloba a realização de actividades conjuntas em várias modalidades, para jovens até ao escalão juvenil, e a formação de técnicos e dirigentes.

Questionado pelos jornalistas, no final da cerimónia, sobre a possibilidade de a selecção portuguesa cumprir em Évora o seu estágio antes do Mundial Alemanha2006, o que ainda não foi oficialmente anunciado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Laurentino Dias considerou essa descentralização positiva.

"É bom que a selecção não faça a preparação sistemática na capital e que essas acções se espalhem pelo país, para dar satisfação e alegria a muita gente que, estando fora dos grandes centros urbanos, tem aqui uma oportunidade de ter por perto alguns dos seus ídolos", argumentou.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.