Moutinho e James em negociações com o Mónaco

Os dois jogadores do FC Porto viajaram para o principado na companhia do empresário Jorge Mendes.

James e Moutinho festejam o título deste ano pelo FC Porto AFP

João Moutinho e James Rodríguez viajaram nesta quarta-feira para o Mónaco na companhia do empresário Jorge Mendes, estando em negociações com o clube francês.

A notícia foi avançada pelo jornal O Jogo, que adianta que os jogadores foram acertar detalhes dos contratos com o clube que acaba de regressar à I Divisão francesa e se preparar para investir fortemente na próxima época.

O site Sky Italia avançou nos últimos dias que o Mónaco está disposto a pagar 70 milhões de euros pelos dois jogadores, algo que o FC Porto ainda não confirmou.

O Mónaco é actualmente propriedade do milionário russo Dmitry Rybolovlev.

O passe de João Moutinho, médio com 26 anos, foi comprado pelo FC Porto ao Sporting em Julho de 2010, tendo os portistas pago 11 milhões de euros, mais metade do passe de Nuno André Coelho.

Em Outubro de 2010, a SAD portista vendeu 37,5% do passe do médio à sociedade à Mamers B.V, recebendo 4,125 milhões de euros. Em Agosto de 2011 gastou quatro milhões para recomprar uma parcela menor, de 22,5%, ao fundo Soccer Invest Fund – Fundo Especial de Investimento Mobiliário Fechado, o qual era gerido e representado pela MNF Gestão de Activos – SGFIM, SA, fundo este ao qual a Mamers B.V. tinha cedido a sua posição contratual relativamente aos direitos económicos que detinha sobre João Moutinho. O FC Porto ficou, então, com 85% e o fundo com os restantes 15%.

Saliente-se ainda que o Sporting tem direito a receber 25% da mais-valia resultante da venda numa transferência superior a 11 milhões.

Já em relação a James Rodríguez, avançado colombiano de 21 anos, foi contratado em Julho de 2010, tendo custado aos cofres portistas, na altura, 5,1 milhões de euros (70% do passe). Na mesma época, os portistas alienaram 35% do direitos desportivos do jogador ao fundo de investimento Gol Football Luxembourg por 2,55 milhões.

Em 2011, a SAD azul-e-branca reforçou o investimento no promissor Rodríguez ao adquirir por 2,25 milhões de euros os 30% do passe detidos pelo fundo Convergence Capital Partners e, em Fevereiro de 2013, o FC Porto readquiriu 35% dos direitos económicos de James Rodríguez ao fundo de investimento Gol Football Luxembourg, tendo pago 8,75 milhões de euros, passando a deter 90% do passe do colombiano – a dado ponto deste processo, o FC Porto cedeu 10% do passe do jogador, embora, pela leitura dos relatórios e contas, se desconheça quando e a quem.

Com contrato até 2016, Rodríguez tinha uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

 
 

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.