Os "Vingadores" bate recorde de bilheteira e Disney confirma sequela

O sucesso de "Os Vingadores" nas bilheteiras está a ser tão animador que a Disney decidiu avançar para uma segunda reunião do colectivo de super-heróis da Marvel. O filme fez um recorde de 207,1 milhões de dólares (160 milhões de euros) na semana de estreia, nos Estados Unidos. Em Portugal, também é o mais visto.

 Os Vingadores já passou, desde a estreia, a 25 de Abril, por 102 salas de cinema portuguesas. A superprodução norte-americana já vendeu 195.039 bilhetes em Portugal, o que equivale a uma receita bruta de 1,25 milhões de euros, de acordo com os dados fornecidos semanalmente pelo Instituto do Cinema e Audiovisual.

Nos Estados Unidos, o filme de Joss Whedon - que cruza as histórias de Hulk, Homem de Ferro, Thor e Capitão América, entre outras relevantes personagens do universo Marvel - "despedaçou os recordes domésticos de bilheteira, com um resultado de 207,1 milhões de dólares na semana de estreia e um desempenho global de mais de 702 milhões dólares [541,9 milhões de euros] até à data", afirmou o presidente executivo da Disney.

Robert Iger, citado pela The Hollywood Reporter, procurava com esta afirmação mostrar-se confiante nos resultados da empresa no próximo trimestre. Isto porque o próprio tinha acabado de anunciar uma queda de 12% nos primeiros três meses do ano, para 1,2 mil milhões de dólares (926 milhões de euros), em relação a igual período de 2011.

A ajuda positiva de Os Vingadores para os resultados da Disney não se ficam, no entanto, pela bilheteira. Pelo menos 18 marcas pagaram ao estúdio para aparecer no filme, o que gerou uma receita de 220 milhões de dólares (169,8 milhões de euros).

Face a estes resultados, Iger revelou que a Disney vai avançar com a produção de uma sequela de Os Vingadores e confirmou o terceiro filme protagonizado pelo Homem de Ferro, o segundo com Thor e também o segundo com o Capitão América. Este último tem estreia prevista para 2014. Os outros chegam às salas ainda em 2013.

Entretanto, um conjunto de especialistas ligados a seguradoras norte-americanas fizeram contas aos estragos provocados por estes super-heróis em Nova Iorque, no filme, e chegaram à conclusão que recuperar a cidade de uma narrativa tão destrutiva custaria 160 mil milhões de dólares (123,4 mil milhões de euros). Na vida real, os estragos causados pelos Vingadores custariam 70 mil milhões de dólares, enquanto o valor estimado para a limpeza e a recuperação económica ficaria nos 90 mil milhões.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues