Novo estudo

A verdadeira história da Ofélia de Shakespeare

Quadro de John Everett Millais inspirado na morte de Ofélia de Shakespeare DR

Uma história real e muito próxima de William Shakespeare poderá ter inspirado o dramaturgo no final trágico de Ofélia em “Hamlet”. Um historiador britânico garante ter descoberto documentos que provam que o final triste da personagem aconteceu também na vida real.

Steven Gunn, professor na Universidade de Oxford, descobriu o relatório da autópsia de uma inglesa Jane Shaxspere, possivelmente uma prima de Shakespeare, que se afogou em 1569. Jane Shaxspere tinha dois anos e meio e estava a apanhar flores junto a uma barragem e acabou por cair à água, perto de Stratford upon Avon.

Uma história em tudo semelhante à de Ofélia, em Hamlet, que também morre afogada depois de cair ao rio, como explicou à BBC Gunn, que, com outros académicos, faz parte de um projecto de investigação de quatro anos da Universidade de Oxford sobre as possíveis fontes de inspiração de William Shakespeare. Para isso, os investigadores estão a estudar os relatórios das autópsias do século XVI e que, como este, se podem revelar significantes para entender o trabalho do escritor e dramaturgo.

Apesar de Shakespeare ter apenas cinco anos quando a tragédia aconteceu e ter escrito “Hamlet” cerca de 40 anos depois, Steven Gunn tem a certeza que a morte de Jane influenciou a história de Ofélia. “Ela morreu muito perto da terra natal de Shakespeare, ele deve ter ouvido a sua história várias vezes”, disse Steven Gunn à BBC.

“Mesmo que Jane Shaxspere não estivesse relacionada com o dramaturgo, o eco desta história deve ter perdurado na sua mente e este foi um episódio do qual ele, de certeza, se lembrou quando escrevia a morte de Ofélia”, acrescentou Emma Smith, do departamento de Inglês da Universidade de Oxford, explicando que estas situações são normais. “As inspirações destes trabalhos têm por base o dia-a-dia, o mundano e os detalhes da vida doméstica.”

As inspirações dos trabalhos de Shakespeare têm sido muito investigadas, existindo já vários estudos em relação às suas personagens e histórias. Em relação a Ofélia de “Hamlet”, que já inspirou vários pintores como John Everett Millais, há outra forte teoria que explica que Shakespeare se inspirou na morte de Katharine Hamlet, dez anos depois, em 1579, também afogada no rio Avon, perto de Stratford upon Avon.

Este projecto de investigação foi financiado pelo Economic and Social Research Council e consultou cerca de 9 mil relatórios de autópsias da época.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues