Cavaco Silva

Todos os tópicos

De 2006 para 2015, Cavaco Silva reduziu o Orçamento da Presidência da República de mais de 17 milhões de euros para 14,7 milhões. Mas para este ano, os números aumentaram. Marcelo quer vê-los à lupa

  • De 2006 para 2015, Cavaco Silva reduziu o Orçamento da Presidência da República de mais de 17 milhões de euros para 14,7 milhões. Mas para este ano, os números aumentaram. Marcelo quer vê-los à lupa

  • Marcelo recebe nota positiva pela popularidade, proximidade e estilo interventivo. Mas politólogos e antigos assessores presidenciais têm dúvidas sobre como vai evoluir a relação do Presidente com o actual Governo.

  • Tanto Cavaco no PPD/PSD, sem ajuda, como Guterres no PS, ajudado por Francisco Assis, contribuíram decisivamente para a descaracterização ideológica e política dos seus partidos.

  • Ao promulgar a lei das 35 horas, Marcelo julga que ajuda o Governo e lhe dá o benefício da dúvida, mas põe-lhe pedregulhos sérios no caminho.

  • Há 33 anos nascia o bloco central, a única experiência de coligação governamental entre PS e PSD. Foi um ponto de viragem. Marcelo era contra. Soares e Mota Pinto até trocavam, sem querer, de sapatos no Conselho de Ministros. O Governo dizia-se de "centro-esquerda e viveu "tempos difíceis".

  • Livro conta a história recente do país democrático através do seu jornalismo anónimo, o das agências noticiosas — desde a ANOP e NP até à Lusa. É um relato sobre jornalistas, governantes, “profecias sombrias”. E de uma operação tão confusa quanto os tempos do pós-revolução.

  • Para percebermos o que quis (e o que ainda quer) a direita para Portugal no contexto da derrota da ditadura e da impossibilidade prática de regressar a um modelo sociopolítico autoritário, é no primeiro Cavaquismo que nos temos de concentrar.