• A rainha não pode votar, mas não é apolítica. Escolheu um chapéu com as cores da bandeira europeia de forma intencional. Como Albright fez durante anos com os seus alfinetes.

  • Países podem apresentar candidaturas a acolher a Agência do Medicamento e a Autoridade Bancária até 31 de Julho. Decisão final será tomada em Novembro.

  • Primeira-ministra britânica apresentou o primeiro esboço da proposta para assegurar os direitos dos cidadãos europeus depois do "Brexit". "Ninguém terá que sair", prometeu. Mas os líderes não ficaram convencidos.

  • Sugiro que todos os candidatos às próximas eleições autárquicas se juntem de imediato e subscrevem-se uma petição conjunta, dirigida ao governo, no sentido de que a Agência Europeia do Medicamento seja localizada em Coimbra.

  • O lastro institucional deixado pelo neoliberalismo, em particular na escala supranacional, é uma das razões para a sua resiliência, para a dificuldade em reverter regras que transferem sistematicamente recursos de baixo para cima, mesmo depois dos desastres comprovados.

  • Obrigado, Tim Farron: pode ser que agora o excelente Vince Cable seja eleito dirigente dos Lib Dems.