Antropologia

Todos os tópicos

  • Mais de metade das pessoas que morreram no grande incêndio do fim-de-semana estava identificada nesta segunda-feira ao início da noite.

  • Os traços do rosto seriam parecidos com qualquer pessoa que hoje se cruza connosco na rua. O crânio tinha uma forma mais alongada. Caçava sobretudo gazelas e zebras. Viveu há cerca de 300 mil anos em África, mais precisamente no Norte de África. Os cientistas dizem que é o primeiro da nossa espécie.

  • A nível mundial, conhecem-se poucos casos no registo arqueológico deste tipo de tumores que desenvolvem tecidos de vários tipos.

  • Será incalculável o número de vidas, humanas e não humanas, que Jane Goodall tocou com a sua mensagem.

  • Antropólogos espanhóis encontraram numa gruta em Alicante vestígios de marcas de dentes humanos em ossadas humanas, entre outros sinais de canibalismo.

  • Nem só as caravanas de cavalos e camelos percorreram a Rota da Seda, na Ásia. A procura de pastagens para o gado também abriu caminhos nesta rede de estradas em tempos movimentada.

  • Ossos esquecidos num laboratório podem suscitar muitas questões, como seria o clima em Portugal há mais de 600 anos. Foi o que aconteceu com um esqueleto que tinha sido descoberto há uns anos numa necrópole em Estremoz, no Alentejo.

  • Projecto de investigação de Francisca Alves Cardoso tem duração de cinco anos, entre 2015 e 2019.