Advogados

Todos os tópicos

Serviços Prisionais garantem que Carlos Santos Silva, Gonçalo Ferreira e João Perna foram sujeitos ao tratamento “previsto para todos os reclusos”. Advogada disse que arguidos não tiveram direito a tomar banho e a mudar de roupa.