• Wado, Mahmundi, Tatá Aeroplano formam um Bloco que actuará durante três semanas em Lisboa, Ílhavo e Porto. É “um Brasil novinho, suave e sem estereótipos”, como lhe chama Wado, a mostrar-se em Portugal.

  • Miguel Albuquerque convidou independentes para o executivo e vai alterar a orgânica do governo. Garante ainda que quer baixar IRS em 2016.

  • Vivemos em Portugal, um país que passou metade do século XX sob ditadura e onde a cultura da deferência ainda é muitíssimo mais forte do que a suposta cultura da abjecção que Francisco Assis e Miguel Sousa Tavares tanto insistem em combater.

  • O investimento mundial em publicidade vai aumentar este ano 4,4%, estimando-se que se cifre em cerca de 544 mil milhões de dólares, de acordo com a última previsão da ZenithOptimedia, uma das maiores agências de meios do mundo. O empurrão será suportado pela força crescente da internet, em especial pelo vídeo online.

  • Cada jornal tem a sua identidade discursiva, o que, de algum modo, se inscreve num contrato de comunicação singular com o seu público.

  • Os grandes trabalhos jornalísticos, mais do que revelar verdades, levantam dúvidas.