Há dez anos,a Marinha americana inventou uma rede anónima de Internet que actualmente é usada não apenas por jornalistas e activistas em países como o Irão ou a China para fazer passar a palavra, mas sobretudo para traficar armas, droga e pornografia infantil.