• O código de conduta, aprovado na sequência das viagens pagas pela Galp a três secretários de Estado para assistirem a jogos de Portugal no europeu de futebol em França, vincula todos os membros do atual Governo e os seus gabinetes.

  • Presidente da EDP diz que negócio de venda da distribuidora de gás natural será anunciado até ao final de Abril e ficará "acima dos 500 milhões de euros".

  • A venda porta-a-porta não é fácil. Para quem toca à campainha, um contrato pode significar um complemento importante ao salário. Para quem é chamado a abrir, é mais uma interrupção

  • Regulador quer alterar forma como empresas de energia vendem serviços extra, mas não diz se vai exigir facturas separadas.

  • Os serviços de assistência técnica são da competência da ASAE, diz o regulador da Energia. A ASAE diz que só tem competência em infracções na contratação à distância ou nas vendas enganosas.

  • Condições dos contratos EDP Funciona e Galp Confort são desajustados às necessidades de muitos clientes e contêm várias cláusulas consideradas abusivas. A fiscalização parece cair “em terra de ninguém”.

  • Petrolífera promete um futuro com mais petróleo e mais gás, mas diz que quer fazer investimentos na produção de energia renovável.