• Sobrevaloriza a memória histórica das suas origens, mas tudo aquilo que aconteceu desde a segunda metade da década de 90 até aos dias de hoje parece não ter importância alguma.

  • O segredo está no advérbio “activamente”: existe uma diferença abissal entre um secretário de Estado aceitar um convite para si e um secretário de Estado andar a pedir convites para os membros do seu gabinete.

  • O grande negociador é um pequeno chefe quando o contexto é de dificuldades e o éthos é de inimputabilidade.

  • Fernando Rocha Andrade, Jorge Costa Oliveira e João Vasconcelos também solicitaram à Procuradoria-Geral da República a constituição como arguidos no caso “Galpgate”.

  • Peço imensa desculpa, mas aquilo que se sabe até ao momento acerca das viagens ao Europeu pagas pela Galp não faz qualquer espécie de sentido.

  • Um dos seis arguidos do "Galpgate" é Pedro Matias, o actual presidente do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ), que foi chefe de gabinete de João Vasconcelos.

  • Vai a caminho dos quatro anos o conflito entre a Galp e o Estado a propósito da taxa extraordinária da energia. Dívida já ronda os 200 milhões de euros.