Regulador espanhol da Concorrência aplica coima de 400 mil euros por infracções nos serviços de luz e gás. Empresa confirma que vai recorrer.

  • Regulador espanhol da Concorrência aplica coima de 400 mil euros por infracções nos serviços de luz e gás. Empresa confirma que vai recorrer.

  • No âmbito da reestruturação da Sonangol, os 17% que a petrolífera detém no BCP vão passar para uma nova holding.

  • Início de ano negativo para as vendas de bens ao estrangeiro, que durante o primeiro trimestre diminuíram 2% face ao ano passado.

  • Francesa EDF entre as interessadas numa posição minoritária nos activos de distribuição de gás natural da Galp.

  • Porto de Sines representa 52% da movimentação de contentores. Dados do primeiro trimestre não reflectem impacto da actual greve dos estivadores.

  • A produção média diária de petróleo da Galp subiu 38,7%% no primeiro trimestre, graças ao desenvolvimento dos projectos no Brasil.

  • Comissão diz que as novas interligações com Espanha para o transporte de electricidade e gás natural são prioritárias. A ERSE, a Autoridade da Concorrência, a CIP e a Deco avisam: o saldo destas obras para os consumidores portugueses pode ser negativo.

  • Petrolífera está em consórcio com a italiana ENI no projecto de prospecção de petróleo ao largo de Sines.